Teoria General de Sistemas y turismo: reflexión e historia

Guilherme Garcia Velasquez, Josildete Pereira Oliveira

Resumen

Também conhecida por inúmeras outras denominações, como sistemismo e abordagem sistêmica, a Teoria Geral dos Sistemas, proposta pelo austríaco e biólogo, Ludwig Von Bertalanffy, teve sua construção entre os anos 20 e 30, embora tenha apenas sido publicada e veiculada somente anos mais tarde. Importante ressaltar que seu maior propósito foi o de colocar fim no cartesianismo que permeava a ciência da época, na tentativa de demonstrar que algumas realidades careciam de análises mais holísticas e subjetivas. Assim, o presente trabalho possui como seu maior objetivo, o interesse em apresentar o postulado de referida teoria e, da mesma maneira, refletir acerca de suas proposições, demonstrando como fora aceita pelas inúmeras áreas do conhecimento e, por conseqüência, pelos estudos do Turismo. Especificamente, toda a discussão do artigo busca apresentá-la como método pertinente para a análise da atividade turística, dada sua complexidade. Para tanto, para a consecução do estudo, utilizou-se basicamente de análise bibliográfica relacionada à temática, tanto em sua forma geral como específica às discussões do turismo, já que não foi interesse do mesmo se aprofundar no que concerne à sua aplicabilidade. Como resultados gerados a partir das reflexões, tem-se que mesmo não sendo utilizada como método fim de análise, não se pode omitir o fato de que a Teoria Geral dos Sistemas pode servir de base para outras técnicas de análise, da mesma maneira que os estudos, embora avancem, parecem não acompanhar o próprio dinamismo da atividade.


Palabras clave

Teoria Geral dos Sistemas; Abordagem Sistêmica; Holismo; Turismo

Texto completo:

PDF (561,19 kB) Estadísticas

Referencias

Baggio, R.; Scott, N. Cooper, C. (2010). Network Science: a review focused on tourism. Annals of Tourism Research, 37 (03), 802-827.

Bertalanffy, L.W; (2012).Teoria Geral dos Sistemas. (06 ed). Petrópolis: Vozes.

Beni.M.C. (2002). Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Senac.

Beni.M.C. (2006). Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Senac.

Boullón, R.C. (1997) Planificación del Espacio Turístico. (03 ed). México: Trillas.

Capra, F. (1995). A Teia da Vida. São Paulo: Cultrix.

Capra, F.(1996). A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Editora Cultrix.

Capra, F. (2002). Conexões Ocultas: ciência para uma vida sustentável. São Paulo: Cultrix.

Christofoletti, A. (1977). Análise dos Sistemas em Geografia. São Paulo: HUCITEC.

Christofoletti, A. (1999). Modelagens de Sistemas Ambientais. São Paulo: Blucher.

Cuervo, R. (1967). Estudios y Desarrollo de las Zonas Turísticas. Cuadernos Técnicos de Turismo. Instituto Mexicano de Ivestigaciones Turisticas. México.

Cuervo, R. (1967). Tourism as a Medium of Human Comunication. Departamento de Turismo do Governo Mexicano. México.

Fitzgerald, Y. Jr. (2006) Cleaner technologies for sustainable tourism: Caribbean case studies. Journal of Cleaner Production. 13, 117-134.

Getz, D. (1986). Models in Tourism Planning: towards integration of theory and practice. Tourism Management. March.

Goeldner, C.R. Ritchie, J. R. B. MC’Intosh. R. W. (2002). Turismo Princípios, Práticas e Filosofias. (08 ed), Bookman.

Leiper, N. (1979). The Framework of Tourism: Towards a Definition of Tourism, Tourist and the Tourist Industry. Annals of Tourism research. Oct/Dec.

López Palomeque, F. (1999) Política Turística y Territorio en el escenario de cambio turístico. Boletín de la A.G.E, 28, 23-38.

Machado, D.F.C.; Gosling, M. (2009). A Teoria Geral do Sistema na Ótica do Turismo: uma revisão dos modelos de sistemas turísticos. Eventos Científicos em Turismo da ANPTUR, VI Seminário da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo.

Oliveira, J. P. ; Portela, L. O. V. (2006). A cidade como um sistema: reflexões sobre a Teoria Geral dos Sistemas aplicada à análise urbana. Perspectivas Contemporâneas, 1, 164-182.

Panosso Netto, A. (2011). Filosofia do Turismo: teoria e epistemologia. (02 ed). São Paulo: Aleph.

Pearce, D. (1987). O Turismo Hoje: uma análise geográfica. Inglaterra.

Rodrigues, A.B.(1999). Turismo e Geografia: reflexões teóricas e enfoques regionais. (02 ed.). São Paulo: Editora Hucitec.

Santos. M. (2012). A Natureza do Espaço. (2012). (04 ed.) São Paulo: Edusp.

Santos. M. (1985). Espaço e Método. Nobel, São Paulo.

Santos, G.E.O. (2007). Modelos Teóricos Aplicados ao Turismo. Estudios y Perspectivas en Turismo,16, 96-110.

Silva, C.A. (2006). Análise sistêmica, turismo de natureza e planejamento ambiental de Brotas: proposta metodológica. Tese de Doutorado, Universidade de Campinas: Campinas.

Vázquez Ramírez, D.; Osório Gracia, M.; Arellano Hérnandez, A.; Torres Nafarrete, J. (2013). El turismo desde el pensamiento sistémico. Investigaciones Turísticas, 5,1-28

Vera Rebollo, J.F.; López Palomeque, F.; Marchena, M.J.; Anton Clavé, A. (2011). Análise territorial do turismo e planejamento de destinos turísticos. Valencia: Tirant lo Blanch.

Zhong, L; Deng, J.; Song, Z.; Ding, P. (2011). Research on environmental impacts of tourism in China: progress and prospect. Journal of Environmental Management. Elsevier Ltd.




DOI: https://doi.org/10.14198/INTURI2016.11.08





Copyright (c) 2016 Guilherme Garcia Velasquez, Josildete Pereira Oliveira

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.